cane-assetato-anziano

IDADE AVANÇADA E AS CONDIÇÕES RELACIONADAS: DESIDRATAÇÃO

Nos dias quentes é muito importante oferecer bastante água ao seu cão, mais do que ele geralmente bebe durante todo o ano. A água compõe 80% de seu corpo e é o fundamento de todos os seus processos biológicos, incluindo circulação sanguínea, digestão e excreção. Os cães velhos precisam de mais água para prevenir problemas de saúde como a desidratação.

A desidratação é uma quantidade insuficiente de água no corpo, e quando o corpo do seu cão perde mais líquidos do que bebe (saída > entrada). Um animal desidratado sofrerá com a perda de cálcio, magnésio, potássio e sódio, o que o tornará muito fraco. Os cachorros pequenos têm maior risco de desidratação, mas não são os únicos que sofrem com a falta de água.

tigela_colorida_glam_Ferplast

Estamos conscientes de que à medida que os cães envelhecem, eles são mais propensos a problemas de saúde de vários tipos, e a desidratação é um deles. À medida que envelhecem e estão mais fracos, nós mesmos devemos ter certeza de que eles estão bebendo água com frequência, para que o seu corpo mantenha os minerais e vitaminas que precisam para ajudá-los a se sentir bem.

 cão_desidratado

Um cão desidratado é imediatamente reconhecível: ela vai perder peso de maneira visível, sua pele fica enrugada e menos elástica, suas gengivas secam e seus olhos se afundam em suas bases. Também podem ser observados vômitos, diarreia e taquicardia. Em particular, cães velhos, quando desidratados, mostrarão pequenos cistos e furúnculos. Se você observar estes sinais em seu cachorro, ligue para o veterinário. Mas há algo que você pode fazer para evitar que isso ocorra.

Antes de tudo, forneça água limpa ao seu cão todos os dias, mudando-o frequentemente para se certificar de que esteja fresca. Lembre-se de lavar a tigela para evitar as bactérias.

cão_collie_adulto

Monitore a quantidade de água que ele bebe diariamente e, mesmo que esteja velho e cansado, tente fazê-la beber pelo menos 30 ml (a quantidade varia de acordo com o porte do animal).

Para facilitar as coisas, tente usar uma tigela de água: deixe ela sempre por perto e certifique-se de que ela não trapaceie.

Lembre-se de verificar o interior de sua boca, procure por feridas ou corpos estranhos, sinais iniciais desta condição

É muito importante cuidar bem e fazer companhia para o seu amigo peludo, especialmente quando ela já é mais apenas um cão jovem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *